Guia: Gravação e Prensagem de material

Bandas formadas apenas por mulheres (ou maioritariamente por mulheres) possuem menos gravações, e quando se trata de material físico, esse índice diminui ainda mais. Provavelmente isso seja reflexo da estrutura em que, ainda hoje, mulheres em mesmas funções que homens ganhem menos, duplas e triplas jornadas de trabalho (incluindo o doméstico e o da maternidade) e consequente falta de tempo (e energia) para uma dedicação maior às bandas, dentre tantas outras possibilidades.

O conteúdo dessa publicação pode parecer um tanto quanto óbvio para muitas bandas, no entanto, como recebemos muitas dúvidas sobre como viabilizar gravação e prensagem de material, resolvemos montar esse guia para tentar ajudar no planejamento e estimular mais lançamentos de materiais de bandas que tenham mulheres em sua formação.

Sem Título-1
Bandas Nervosa, Cosmogonia, Torture Squad e Devastadoras em processo de gravação.

1- GRAVAÇÃO

Vocês já possuem uma quantidade boa de músicas compostas. E agora? Bora planejar! Converse com as suas companheiras sobre o formato do material que vocês vão querer lançar. Para bandas que ainda não possuem nada lançado, nós indicamos que seja feito uma demo, com 2 a 5 músicas ou um EP, com cerca de 6 ou 7 músicas. Os primeiros registros de uma banda, geralmente ainda não estão com a identidade que o som passará a ter com o tempo (ensaios e shows são determinantes para o amadurecimento das composições). Dessa forma, vocês irão economizar na quantidade de músicas, mas terão material para apresentar para fãs e produtores. Negocie com o estúdio as formas mais viáveis para gravar: se por canais, ao vivo, cobrança por música ou por diária do estúdio, mix e master inclusas… Não se esqueça de negociar as formas de pagamento. Muitos estúdios parcelam os valores, o que facilita muito.

2- CAPTAÇÃO DE RECURSOS

Com a quantidade de dinheiro que cada integrante poderá colaborar e com o orçamento do estúdio, vocês já saberão o quanto precisarão captar para conseguir viabilizar a gravação. Mas sua banda mal recebe ajuda de custo para se apresentar. E agora? Agora é pensar ações que viabilizem a captação de recursos financeiros. A banda Klitoris Kaos, de Belém do Pará, por exemplo, está realizando uma vaquinha virtual em que os fãs doam qualquer valor para ajudá-las a gravar o primeiro EP. A Manger Cadavre? *(SJC/SP) e a Sapataria (São Paulo/SP), por sua vez, realizaram inúmeros anúncios de venda de merchandising, com itens como camiseta, patch, chaveiros e botons, para arrecadar o valor necessário. Muitas bandas organizam shows em que a arrecadação é anunciada com destino a essa finalidade. Outras vendem lanches veganos e fanzines em festivais… O underground é (ou deveria ser) um espaço colaborativo. Organizem-se, pois muitas pessoas estão dispostas a ajudar.

3- CAPA 

Muita gente compra um CD pela capa, sim. Portanto, ilustrações ou mesmo fotos criativas e que tenham a ver com o conceito da banda podem e devem ser exploradas.

4- PRENSAGEM

Para o primeiro registro, o CD é a opção mais barata e viável. Pesquisem junto às fábricas as quantidades mínimas, formatos (se envelope, digipack ou caixa de acrílico), custos e fretes. Não se esqueçam de negociar as formas de pagamento. Abaixo, temos algumas fábricas:

http://p4disc.com.br/
http://www.kyrioscds.com.br/
http://www.maximusbrasil.com.br/
http://www.nadyrcalvi.com.br/

5- COTAS DE SELOS E CROWDFUNDING

Com o orçamento em mãos, vocês provavelmente desanimaram. Calma! Vai rolar. Há duas formas relativamente rápidas para se conseguir cumprir mais essa etapa do lançamento. A primeira delas é dividir o valor em cotas de CDs para selos. Eles não conhecem a sua banda e ficarão desconfiados? Sim, isso é um fato. Por isso, a gente indica que você libere apenas uma ou duas músicas do seu trabalho para audição na internet (não libere para download ainda), faça um release sobre a banda e tire fotos promocionais. Reúna todo esse material e envie com uma proposta para o selo. Indicamos ainda que você procure selos nas diferentes regiões do Brasil para que a distribuição do seu material seja maior. Isso vai ajudar a sua banda a ser conhecida em diferentes estados, facilitará contatos para shows e futuros lançamentos. Lembramos que existem vários selos brasileiros dirigidos por mulheres e que dão preferência a bandas com mulheres.

Não quer depender de selos? Rola também. Vocês podem fazer uma vaquinha virtual com recompensas, como o próprio CD, kits com CD, camiseta, adesivos, botons, chaveiros etc. Trabalhem duro na divulgação do crowdfounding, determinem um prazo para a arrecadação e logo logo o trabalho será físico.

6- DIVULGUE SEU TRABALHO

Pronto! Vocês liberaram o seu EP ou demo na internet, conseguiram prensar o seu som. O sonho está materializado. Acabou? Nada! Agora é hora de divulgar. Faça um levantamento de sites de blogs especializados. Envie o seu som para streaming e se possível envie uma cópia física para que o seu trampo seja resenhado. Apesar de vivermos em uma época líquida na internet, esses canais ainda são muito fortes quando se trata de divulgação. Outra dica valiosa é enviar o seu material físico para produtores. Eles recebem diariamente uma quantidade enorme de links por email e em suas redes sociais. Enviar o físico fará com que ele dê uma atenção especial para o seu trabalho.

Não se esqueça de manter um bom relacionamento com os fãs da sua banda. São eles os maiores reponsáveis pela propagação do som de vocês. Responda comentários, dê atenção em shows, converse, faça amizades. Afinal, essa é uma das finalidades do subsolo: trocar ideias e experiências.

*O texto foi escrito pela vocalista da banda.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s